Mulher será levada a júri popular.

Um crime ocorrido em dezembro de 2016 chocou todo o país. Na época, o jovem Itaberli Lozano, de 17 anos, foi brutalmente assassinado, simplesmente pelo fato de ser homossexual. O que mais chocou no crime, foram as pessoas envolvidas, dentre eles, a própria mãe do rapaz.

A mãe Tatiana Ferreira contou com a ajuda do marido e de mais dois jovens. O caso aconteceu em Cravinhos, cidade localizada no interior de São Paulo. Como sabemos, tudo o que vai, volta, e Tatiana está pagando caro pela atrocidade que cometeu.

Além de se ver com a Justiça, Tatiana será levada a júri popular, onde será analisa qual a pena que a mulher merece receber.

O crime acabou chocando e comovendo o país por conta dos requintes de crueldade. Em um primeiro momento, Itaberli recebeu facadas, e na sequência teve o seu corpo queimado. O corpo do rapaz foi encontrado próximo a um rio. O corpo encontrava-se coberto.

Antes de matar o próprio filho, Tatiana Ferreira trabalhava como gerente em um supermercado, e gostava de passar a imagem de uma família feliz. Para se ter uma ideia, até uma foto em família com todos os membros vestidos de Papai Noel chegou a ser produzida.

Padrasto de Itaberli é solto. Ministério deve recorrer

O padrasto de Itaberli Lozano, Alex Canteli, foi solto recentemente. A soltura se deu ao fato da Justiça compreender que não havia provas suficientes que o mantivesse preso.

Todavia, para o Ministério Público, que já declarou que irá recorrer à decisão, o padrasto do jovem teria auxiliado a mulher a comer o crime contra o próprio filho.

Mãe de jovem assassinado é comparada ao diabo por internautas

Segundo a investigação da polícia, o jovem Itaberli Lozano foi morto no dia 29 de dezembro, no entanto, seu desaparecimento só foi registrado dois dias após, por meio da avó do rapaz. O corpo da vítima foi localizado em um canavial, inteiramente carbonizado, somente no início deste ano, no dia 7 de janeiro.

Como dito anteriormente, o crime chocou todo o país. E não era para tanto. O fato de Tatiana ir a júri popular acabou causando grande comoção nas redes sociais. Um internauta comentou, revoltado: “Nossa! Que estória triste! Espero sinceramente que essa mãe volte para o lugar que nunca deveria ter saído… o inferno… ignorante.

“Quem tem uma mãe como essa não precisa da proteção do capeta. Ela é o próprio”, escreveu outro usuário.

O Ministério Público afirma que o crime teria sido motivado por homofobia. Já na delegacia, a mão do adolescente chegou a admitir que não mais o jeito de seu filho.

Mãe teria desferido facadas no filho

De acordo com depoimentos de uma das testemunhas do crime, enquanto os jovens agrediam Itaberli, a mulher pegou na cozinha uma faca, e quando o filho já estava desacordado no quarto, ela virou a cabeça do adolescente para o lado e cravou a faca no pescoço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here