Vitória! Ativistas LGBTs do mundo todo comemoram o que classificam uma conquista no campo da luta pelos seus direitos. Isso porque, Peter Matthews e Alistair Dinnie são os primeiros homossexuais a se casarem em uma igreja evangélica, no Reino Unido.

A cerimônia da união do casal ocorreu no início de outubro, em Edimburgo, dentro das novas diretrizes da lei canônica da Igreja Episcopal Escocesa.

No dia do evento, também houve celebrações de casamento entre pessoas do mesmo sexo, em igrejas das cidades de Moray e Glasgow.

A aprovação do casamento de casais homoafetivos da Igreja Episcopal aconteceu em junho, durante o Sínodo Geral. O reverendo Markus Dunzkofer conta que oficializar os laços de Peter e Alistair foi um “privilégio e uma honra”.

“Estou encantado que os dois se uniram e queriam um casamento na igreja. Isso incentivou não só a mim, mas a muitos membros da congregação”, contou Dunzkofer, que já havia cedido a bênção a duplas gays, no entanto, era proibido até recentemente de formalizar a união com um procedimento completo.

É importante informar que a Igreja Episcopal, é a maior denominação de linha evangélica do Reino Unido.

Ela retirou a cláusula doutrinária que denominava o casamento até então, como uma união exclusivamente entre um homem e uma mulher.

Todavia, na nova redação da lei canônica, está determinado que “o clero que não desejar realizar casamentos do mesmo sexo, não será obrigado a fazê-lo contra sua consciência”.

Esta decisão escocesa gerou bastante repercussão em igrejas episcopais, causando polêmica no mundo todo. Apesar do burburinho, ela encontrou apenas oposição de grupos minoritários, sobretudo de líderes do continente africano.

Dentro da denominação, a questão é discutida há anos e conta com uma campanha conduzida por bispos anglicanos que defendem uma teologia liberal e inclusiva, mostrando-se verdadeiros ativistas da causa do público LGBT.

No ano de 2016, a Igreja Episcopal dos Estados Unidos foi suspensa da participação na tomada de determinações e impediu a reprodução de anglicanos em encontros com outros cristãos, entre outros grupos de fé após o apoio ao casamento entre gays.

Vitória para os homossexuais

O casamento de Peter Matthews e Alistair Dinnie é uma grande conquista para o público LGBT do Reino Unido e do mundo. A união do casal representa uma esperança para os homossexuais, que pouco a pouco vêm conquistando o direito de se casarem na igreja.

Aqui no Brasil, o casamento homoafetivo ou igualitário existe desde o ano de 2013. Desde então, foi determinado que todos os cartórios do país podem realizar casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Quanto a casamentos gays em igrejas, o primeiro ocorreu em 2015, no Estado de Alagoas. O primeiro casamento homoafetivo da história do Brasil teve bênção de Dom Fernando Pugliese, Bispo Chanceler da diocese de Maceió da Igreja Católica Brasileira.

O bispo Dom Fernando Pugliese é conhecido por ser um grande defensor de temáticas polêmicas, como por exemplo, a defesa da teoria em que Jesus Cristo teria sido na verdade, um extraterrestre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here